segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Dejà vu – O que é? Por que sentimos? E Quando ou por que eles acontecem?



O que é?


Dejà vu, do francês, já visto.
É uma sensação com pouca duração de que tal momento presente da tua vida já tenha ocorrido.
É como se tu fosse ao futuro,
Que voltaste ao passado,
Estando no presente.
É como se a cena se repetisse.
Você sente às vezes até o pouco o cheiro do tempo.
Que estranho, ter a sensação de algo que ainda não viveu, mesmo vivendo.


Por que sentimos?


Ainda não há respostas, mas, curiosamente especulo.
Será mesmo que tudo já foi escrito?
Nada acontece por coincidência, o que chamamos de determinismo.
Será que o futuro já aconteceu?
E por que o apocalipse já aconteceu no livro da vida.


O engraçado é que no próprio livro vem dito por Salomão em Eclesiástico cap. 1: v. 9,10,11:


“Não existe nada de novo debaixo do sol”
“Se eis o que chama de novo, é por que já existiu em tempos passado”
“Tudo já aconteceu antes, bem antes de nós nascermos”
(...)


O que ele queria dizer com essas palavras? Não faço a menor idéia!!!!!

E Quando ou por que eles acontecem?


Por experiência própria, não é que seja uma verdade mundial, mas, durante a minha vida num período curto de tempo, houve diversas mudanças. E eles foram acontecendo com muita freqüência.
Senti muitas vezes o cheiro do tempo ocorrido.


As mudanças se foram e com elas também os dejà vus.


"Antônio Henrique"

20 comentários:

  1. Estranhas sensações...
    Um bj querido amigo

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi meu amigo, tbém já me senti assim inúmeras vezes. É realmente estranho!
    Concordo com Shakespeare:
    "Existem mais coisas entre o céu ea terra do que sonha a nossa vã filosofia."

    Bjssssssssssss de luz!

    ResponderExcluir
  4. Senti isso muito forte vários momentos da minha vida. Adoto a política de não tentar entender. Nem acredito nem desacredito. Simplesmente sinto as vezes e pronto. Mas tudo que vejo a respeito procuro ler rs

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. E qdo acontece dá uma vontade de segurar aquele momento para que não escape e não esqueçamos mais do que passou. Parece que a gente viaja pra outra vida, outro espaço, tempo... enfim, um enigma.

    abçs, Antonio.

    ResponderExcluir
  6. Grande Antonio, estarei por aqui vez em quando, colhendo boas palavras. Eis que o ato de escrever move o mundo e o deixa melhor. Continua agricultando verbos e seus parentes. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Eu sou simplesmente fascinada por isso, Déjà vu...já senit, já vivi e fiquei arrepiada, extasiada...enfim, uma sensação que só quem vive pode saber.
    Amei ler aqui.
    Beijos meu amigo.

    ResponderExcluir
  8. Ola!!! querido amigo, sempre uma surpresa boa estar aqui no seu espaço. Essa sua postagem é mais um mistério em nossas vidas, talvez por isso, viver é sempre um desafio.
    Um beijo de luz
    Mara Bombo

    ResponderExcluir
  9. Algumas vezes essas lembranças do já visto, do já vivido(?)acontecem tão nítidas e vívidas e nos para por um átimo fazendo-nos pensar a respeito... que mistério é esse? que impressão n´alma com tudo reunido? passado, presente, futuro - sei lá!

    Abçs e muitos 'dè jávus'!
    Sílvia Oliveira

    ResponderExcluir
  10. Olá meu querido amigo Antônio Henrique, agradeço sempre sua gentil visita e comentários. Adorei sua postagem, um dia desses eu estava matutando sobre essa palavra, que sempre nos faz refletir sobre os momentos da vida. Muito bom!

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  11. obrigado gente pelos seus carinhosos comentários.

    bjos para todos.

    ResponderExcluir
  12. Oi Antonio!!
    Esse é mesmo um tema pra lá de interessante...
    Daquele tipo de acontecimento que não se compreende com o raciocínio, mas com o que costumamos chamar de intuição.
    Obrigada pela presença sempre carinhosa :)
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  13. É um assunto fascinante. Acho que já comentei esse post. Ou seria um Dejà vu?

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  14. ...posto que somos espíritos
    em constante evolução,
    é normal trazer no inconsciente
    lembranças já vividas sabe-se
    lá há quanto tempo.

    bj, querido!

    ResponderExcluir
  15. Belo post!

    Belo blog!

    Gostei muito daqui! Parabéns, voltarei mais vezes...

    Convidaria vc a conhecer meu trabalho (poesia, música, teatro)

    Ficaria feliz demais!
    http://mailsonfurtado.com

    ResponderExcluir
  16. Existem muitas explicações para esse fenômeno. Como espírita, penso ser uma recordação de lugares e/ou situações por nós vividos em reencarnações passadas. Grande abraço e tenha uma semana feliz.

    ResponderExcluir
  17. Oi Antônio!
    Olha tem muito tempo que não sinto esta sensação..., mas as vezes que senti foram tão estranhas(rs). Bom, já não sei em que acreditar.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  18. A.H., obrigado por sua visita ao P.S.

    Qto ao tema, eu também já tive em situações que causaram-me a sensação de já te-la presenciado.

    ResponderExcluir
  19. É uma breve suspensao que temos por instantes do véu do esquecimento.
    Louvado seja Deus, que nos permite essa brecha, como prova de que já vivemos.
    Abracos com carinho.

    ResponderExcluir
  20. meu e muito estranho isso tudo roda enquanto estamos vivendo aquele momento as pessoas falando e carros passando e vc e aquele momento e nada mais muito showwwwwww fui galera bjos e abraços a todos

    ResponderExcluir